Intervenções e ações efêmeras: documentário do Poro

O Poro acaba de publicar o seu documentário: Intervenções e Ações Efêmeras. Brígida Campbell e Marcelo Terça-Nada, a dupla de artistas que realizam as intervenções urbanas contam um pouco sobre a história da parceria e apresentam algumas das ações realizadas. Ficamos sabendo, por exemplo, como se dá a recepção dessas criações na cidade.

O caráter efêmero e sua precariedade no tempo é assumida pelos dois artistas/ativistas. Mas você vê também como eles lidam com o registro, fazendo com que as ações reverberem noutros planos. Ou que passem a existir noutras conexões. O registro multiplicaria, segundo Brígida, a experiência do trabalho. A que Marcelo acrescenta: num outro circuito. Então, muitas questões sobre arte contemporânea para nosso desfrute e pesquisa. Aliás, você encontra no site do Poro, entre outras preciosidades, uma coletânea de textos de autores como Oiticica, Cido Meireles, o Manifesto Situacionista e outros intercessores.

Você poderá ver porque em nossa época muitos artistas buscam outros circuitos de exibição. Um conceito expandido de arte, no qual se coloca em questão o que pode ser uma obra de arte, quem pode fazer arte e em que lugares e contextos pode se dar uma recepção da obra de arte.

E aqui vai o link para baixar o vídeo diretamente, em alta definição, que pode ser exibido livremente segundos os autores e editores: www.poro.redezero.org/video/documentario

O vídeo é uma produção Rede Jovem de Cidadania em parceria com o Poro. Realização: Associação Imagem Comunitária.

4 comentários em “Intervenções e ações efêmeras: documentário do Poro”

  1. Marcelo,

    É muito bom ver o documentário. Gostei de ver algumas das reações de transeuntes. Acho que nos próximos acontecimentos esse aspecto pode ser mais explorado. Talvez entrevistando as pessoas, quem sabe…

    Abraços

    [WORDPRESS HASHCASH] The poster sent us ‘0 which is not a hashcash value.

  2. Achei bem interessante o vídeo documentario e bom também não ficar aquela coisa personalista. Os artistas em off, deu uma cara mais rica pro trabalho.
    Enfim, parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.