Revolução sem rosto

Sob o nome fictício de um escritor/jornalista, Lutter Blisset, um grupo de ativistas criou uma tática de combate e denúncia das manipulações sensacionalistas da grande mídia. Vejam o site do Projeto Lutter Blisset (em inglês, italiano e espanhol). O grupo de artistas surgiu em 1994 e, depois, fundou outro grupo, denominado Wou Ming, cujos projetos são a criação de ficções de autoria coletiva:

Por Luiz Carlos Garrocho

Pesquisador e criador cênico, arte-educador e militante estético-cultural.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.